Maiores produtoras chinesas de cobre irão cortar a produção em 2016

sábado, 28 de novembro de 2015 18:17 BRST
 

HONG KONG, 29 Nov(Reuters) - Nove das maiores produtoras de cobre da China concordaram com um plano inicial de cortar a produção do metal refinado em mais de 200.000 toneladas em 2016, ou cerca de 5 por cento na comparação com o nível de produção deste ano, informou um executivo de uma das empresas neste sábado.

O acordo foi feito depois de um encontro dos produtores em Shangai para discutir e coordenar o corte e melhorar o mercado depois que os preços nas bolsas em Shangai e Londres caíram para seus piores níveis em mais de seis anos. A China, segunda maior economia mundial, é a maior produtora e consumidora de cobre do mundo, mas está passando por um momento de desaceleração, aumentando a pressão sobre o mercado global.

Os produtores fecharam o acordo na manhã deste sábado. À tarde, em outra reunião, eles concordaram que as empresas poderão fazer novos cortes e finalizarão os números na próxima semana, afirmou o executivo sob condição de anonimato.

As nove empresas envolvidas nesse acordo incluem a Jiangxi Copper Company e a Tongling Nonferrous Metals Group. A produção total chega a 60 por cento da produção chinesa nos primeiros 10 meses deste ano. "Nós estamos preparados para cortar até 200.000 toneladas", disse o executivo à Reuters, advertindo que os cortes podem ser maiores se o preço do cobre continuar a cair.

(Por Polly Yam)