BHP nomeia presidente do Conselho e membros para monitorar desastre da Samarco

segunda-feira, 30 de novembro de 2015 08:33 BRST
 

SYDNEY (Reuters) - A BHP Billiton disse nesta segunda-feira que o presidente de seu Conselho de Administração e três outros membros do conselho vão monitorar a resposta da companhia ao desastre da mineradora Samarco no Brasil, enquanto continuam os esforços de limpeza em meio à confirmação de que arsênico foi encontrado nas águas poluídas pelo incidente.

A BHP, que formou um subcomitê para ajudar o conselho a administrar os eventos da Samarco, já se comprometeu a estabelecer um fundo para ajudar a pagar o trabalho de recuperação do sistema do Rio Doce, poluído pelos rejeitos da barragem.

Dentre os quatro membros do subcomitê está incluído o presidente do Conselho da companhia, Jac Nasser, disse. Nasser procurou assegurar aos acionistas na reunião anual da BHP mais cedo neste mês de que estava comprometido em colocar a Samarco em pé novamente.

O governo federal e dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo anunciaram na sexta-feira planos de multar os acionistas da Samarco, BHP e da Vale em 20 bilhões de reais por danos.

A BHP disse em comunicado que ainda está para receber uma notificação formal da ação.

(Reportagem por James Regan)