Exploração de petróleo da Rússia mostra determinação do país para enfrentar Opep

segunda-feira, 30 de novembro de 2015 15:47 BRST
 

MOSCOU (Reuters) - As petroleiras russas estão perfurando mais, mostrando ao maior produtor de petróleo do mundo que estão prontas para a uma luta mais longa pela participação de mercado com a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), com sua indústria apta para seguir em frente mesmo se os preços do petróleo tocarem 35 dólares por barril.

Com a Opep se preparando para uma reunião na sexta-feira em Viena, a Rússia está enviando uma delegação modesta para negociações que provavelmente não resultarão em qualquer acordo sobre a produção.

Os ministros da Opep disseram repetidamente que só cortariam a produção em conjunto com os países não membros.

De acordo com a Eurasia Drilling Company (EDC), a maior provedora de serviços de perfuração em terra na Rússia e na costa no Mar Cáspio, as perfurações na Rússia subiram 10 por cento nos primeiros seis meses deste ano em comparação ao ano passado, apesar da queda nos preços para menos de 50 dólares por barril ante as máximas de 115 dólares em junho de 2014.

"Apesar da recente queda dos preços do petróleo, a produção russa continuou a acelerar à medida que os produtores de petróleo seguiram tendo lucros, mesmo no ambiente de preços mais baixos, ajudados pelo efeito de um rublo fraco nos custos e impostos mais baixos, que declinam em um ambiente de cotações menores", afirmou o Bank of America Merrill Lynch em recente pesquisa.

Moscou tem surpreendido a Opep com o aumento da produção para novos recordes este ano, apesar dos preços do petróleo mais baixos, os quais a Opep esperava que poderiam reduzir a produção dos produtores de custo mais elevado.

(Por Vladimir Soldatkin)