Demanda chinesa por automóveis enfraquece em novembro, diz associação de concessionárias

terça-feira, 1 de dezembro de 2015 08:25 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - A demanda no mercado automobilístico da China enfraqueceu em novembro ante outubro devido ao clima frio e com os consumidores esperando as promoções de fim de ano, disse uma associação do setor nesta terça-feira.

Uma pesquisa mensal com concessionárias automobilísticas mostrou que os estoques subiram no último mês como resultado da demanda mais fraca, disse a vice-secretária geral da Associação de Concessionárias de Automóveis da China, Lang Xuehong.

As concessionárias esperam que a demanda se recupere em dezembro, acrescentou.

O mercado automobilístico chinês, o maior do mundo, desacelerou e ficou próximo de uma estagnação neste ano antes de se recuperar com força em outubro após o governo cortar impostos sobre veículos com motores de até 1,6 litro.

Observadores do setor ainda estão se esforçando para discernir o impacto completo do corte de impostos e esperam os dados oficiais de vendas de novembro da Associação Chinesa de Fabricantes de Automóveis (Caam, na sigla em inglês) na próxima semana. As vendas gerais de automóveis cresceram 1,5 por cento de janeiro a outubro frente o ano anterior.

O secretário-geral da associação de concessionárias, Xiao Zhengsan, disse que o mercado de veículos pode se expandir a uma taxa mais rápida em 2016 do que em 2015, concordando com as previsões de analistas de que as vendas de carros vão aumentar em 5 por cento no próximo ano.

(Reportagem por Jake Spring)