Vale corta investimentos, reduz meta de produção e será "prudente" com dividendos

terça-feira, 1 de dezembro de 2015 19:54 BRST
 

Por Marta Nogueira e Gustavo Bonato

RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO (Reuters) - A mineradora Vale reduziu suas projeções de investimento e de produção de minério de ferro para o próximo ano, em meio aos baixos preços da matéria-prima do aço e diante de um excesso de oferta global da commodity, que fazem com que a companhia tenha prudência para falar sobre dividendos nos próximos anos.

A maior produtora global de minério de ferro informou nesta terça-feira que prevê investir 6,2 bilhões de dólares em 2016, ante projeção de aporte de 8,2 bilhões de dólares em 2015.

Do aporte previsto para o próximo ano, 3,2 bilhões de dólares serão direcionados para projetos de capital e 3 bilhões de dólares em manutenção e reposição, abaixo do montante total projetado para 2016 em dezembro de 2014 para o período, de 7,6 bilhões de dólares.

A companhia informou que está preparada para os desafios de 2016 causados pela incerteza na demanda e volatilidade nos preços de commodities, apostando em uma rigorosa disciplina de capital, segundo o presidente-executivo da Vale, Murilo Ferreira, que acrescentou que a empresa tratará dividendos de forma prudente.

"Há um claro entendimento de que, em 2016 e 2017, temos de ser muito prudentes sobre a política de dividendos. Estamos construindo uma ponte, a nossa ideia é ir para o Conselho (de Administração) e ter uma discussão clara e aberta", afirmou Ferreira nesta terça-feira durante o Vale Day, evento realizado pela empresa anualmente em Nova York.

O preço do minério de ferro, que responde por grande parte das receitas da Vale, atingiu nesta terça-feira uma nova mínima em uma década, a 41,60 dólares por tonelada, no mercado à vista na China, principal importador da commodity e maior cliente da companhia.

Para enfrentar o cenário, que inclui uma demanda mais lenta da China, a empresa explicou que intensificará os ajustes necessários para reduzir custos e despesas, mantendo a disciplina operacional e simplificando a estrutura organizacional.

O diretor-executivo de Finanças e Relações com Investidores, Luciano Siani, destacou que 2016 será o quinto ano consecutivo em que a Vale reduz seu orçamento de investimentos, focando apenas em grandes projetos.   Continuação...

 
Logo da Vale visto na sede da companhia, no Rio de Janeiro.  21/08/2014   REUTERS/Pilar Olivares