Cenário político e fiscal endossa cautela e Bovespa tem leve queda; JBS recua 6%

terça-feira, 1 de dezembro de 2015 18:06 BRST
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou com o seu principal índice em leve queda pelo terceiro pregão seguido nesta terça-feira, pressionado particularmente pelo tombo de 6 por cento das ações da JBS, com o cenário político e fiscal endossando cautela antes de votações amplamente aguardadas em Brasília.

O Ibovespa caiu 0,16 por cento, a 45.046 pontos. O giro financeiro totalizou 7,29 bilhões de reais.

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados discute nesta tarde o prosseguimento do processo que pede a cassação do presidente da Casa, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), enquanto é aguardada para esta noite sessão do Congresso Nacional para analisar a mudança da meta fiscal de 2015.

Dados mostrando que economia brasileira encolheu mais do que o esperado no terceiro trimestre deste ano reforçaram o viés conservador na bolsa. De acordo com o IBGE, o PIB do Brasil encolheu 1,7 por cento de julho a setembro ante o período anterior, no terceiro trimestre seguido de contração.

O quadro doméstico descolou as operações locais de Wall Street, onde os principais índices acionários avançavam nesta tarde, com investidores atentos a dados econômicos e na expectativa de decisões de política monetária. O S&P 500 subia 0,7 por cento.

Na Bovespa, o primeiro pregão de dezembro ainda mostrou a entrada da fabricante de motores elétricos e tintas industriais WEG na prévia inicial da carteira do Ibovespa que irá vigorar de janeiro a abril de 2016. A primeira versão do índice excluiu quatro papéis.

DESTAQUES   Continuação...