Vale continua processando níquel em Onça Puma, diz diretora

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015 09:54 BRST
 

Por Luc Cohen

NOVA YORK (Reuters) - A mineradora Vale mantém em operação a unidade de processamento de níquel de Onça Puma, na Amazônia, objeto de decisão judicial que determinou a paralisação das atividades de mineração, disse a diretora de metais básicos da empresa na noite de terça-feira.

Enquanto a unidade continua transformando minério em ferro-níquel, a Vale suspendeu as operações a céu aberto na mina, de onde obtém os minérios de níquel, disse à Reuters a diretora-executiva de Metais Básicos, Jennifer Maki, durante um evento anual da Vale em Nova York.

Na sexta-feira, o Ministério Público Federal no Estado do Pará disse que a companhia não cumpre há mais de um mês a decisão judicial, mas não especificou o que estaria sendo desrespeitado.

Em resposta, a Vale, a maior produtora de níquel do mundo, disse que as atividades de mineração de Onça Puma estão paralisadas desde 9 de outubro.

A decisão judicial de 8 de outubro de paralisar as atividades de mineração resultou de um recurso impetrado pelo MPF no Pará em processo que acusa a mineradora de descumprir a licença ambiental da mina e de contaminar o rio Cateté com metais pesados.

Não era de conhecimento de que a unidade de processamento ainda está operando. Enquanto processamento de ferro-níquel não é uma atividade de mineração, não está claro se o MPF estava se referindo à continuidade do funcionamento da unidade ao dizer Vale está violando a ordem de judicial.