BTG negocia venda de fatia na empresa de recuperação de crédito Recovery, dizem fontes

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015 15:17 BRST
 

Por Guillermo Parra-Bernal e Tatiana Bautzer

SÃO PAULO (Reuters) - O BTG Pactual está em negociações para vender a participação na Recovery do Brasil, maior empresa de recuperação de créditos da América Latina, disseram à Reuters nesta quarta-feira três fontes diretamente envolvidas nas conversas.

A Lone Star Funds, companhia de recuperação de créditos que têm abordado a Recovery para potenciais investimentos conjuntos, é uma das possíveis compradoras da fatia do BTG Pactual na Recovery, disseram as fontes, que pediram anonimato porque as negociações estão em curso.

O BTG Pactual poderia levantar entre 400 milhões e 1,2 bilhão de reais com a operação. A faixa é ampla porque depende da inclusão ou não no negócio da plataforma proprietária do BTG que a Recovery utiliza para precificar os empréstimos, disseram duas das fontes.

A primeira fonte disse que as conversas para a venda da participação do BTG Pactual de cerca de 50 por cento na Recovery estão evoluindo rapidamente. O banco tem posição de controle na empresa de recuperação de créditos, com o restante do capital com o IFC, braço do Banco Mundial, e os fundadores da companhia.

Uma empresa não identificada de recuperação de créditos com sede em São Paulo, que está se juntando a potenciais parceiros para explorar a compra do portfólio de crédito ou a plataforma da Recovery, também entrou em conversas e está avaliando uma oferta, disse a segunda fonte.

Os interessados já estão se preparando para o processo de "due dilligence" da Recovery, disse a terceira fonte.

A Recovery tem um portfólio de cerca de 50 bilhões de reais e é uma grande compradora de crédito podre de grandes instituições financeiras no Brasil.

Procurado, o BTG Pactual não comentou o assunto. Um representante da assessoria da Lone Star não respondeu imediatamente a chamadas telefônicas e mensagens.

(Reportagem adicional de Paula Arend Laier)