Queda de tarifas impulsiona demanda global por viagens aéreas em 2015

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015 12:54 BRST
 

Por Victoria Bryan

BERLIM (Reuters) - As tarifas em queda estão ajudando a sustentar um forte crescimento global de viagens de avião, disse a Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata), nesta quinta-feira.

Dados mostram que as tarifas caíram 5 por cento ao longo dois oito primeiros meses do ano, impulsionando viagens de lazer, disse a Iata, estimando que a queda dos preços contribuiu com cerca de 3 pontos percentuais para o crescimento do tráfego até o momento neste ano.

Nos primeiros dez meses de 2015, o tráfego de passageiros subiu 6,8 por cento, disse a Iata. Na maior parte do mundo, o crescimento da demanda está ultrapassando a capacidade adicional disponibilizada pelas companhias aéreas, o que significa que os aviões estão ficando mais cheios.

Mas a queda das tarifas força muitas companhias aéreas a buscar economia de custos, particularmente enquanto elas lidam com a maior competição de companhias de baixo custo.

A maior companhia aérea europeia de baixo custo, a Ryanair, previu uma guerra tarifária no final deste ano e publicou dados relativos a novembro mostrando salto de 21 por cento no tráfego e aviões praticamente cheios.

As ações de empresas do setor de viagens ficaram sob pressão após os ataques em Paris no mês passado, mas especialistas do setor esperam o impacto sobre Paris como um dos principais destinos turísticos seja breve, e não afete o desejo geral das pessoas de viajar.

As viagens de negócios na Europa também estão se mantendo, segundo uma pesquisa divulgada mais cedo.