Ações europeias fecham na mínima em três semanas, pressionadas por petroleiras

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015 17:42 BRST
 

Por Atul Prakash

LONDRES (Reuters) - O principal índice europeu de ações fechou em queda nesta sexta-feira, dando continuidade ao recuo da sessão anterior, quando os novos estímulos do Banco Central Europeu (BCE) decepcionaram alguns investidores.

Pressionado sobretudo pelo setor de petróleo, o índice FTSEurofirst 300 recuou 0,34 por cento, a 1.457 pontos, ao menor nível em quase três semanas. Na quinta-feira, o índice havia recuado 3,3 por cento, após a decisão do BCE vir abaixo das expectativas.

Papéis ligados a petróleo reverteram os ganhos vistos mais cedo e terminaram em queda, acompanhando o tombo dos preços do petróleo. Uma reunião de membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) em Viena não chegou a acordo sobre um teto de produção, mesmo em um momento em que o excesso de oferta vem reduzindo os preços.

Na quinta-feira, O BCE diminuiu sua taxa de depósito para um nível ainda mais negativo e estendeu o programa de compra de títulos por seis meses. Muitos consideraram a ação tímida, após o banco central alimentar por semanas expectativas de mais estímulos.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,59 por cento, a 6.238 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,34 por cento, a 10.752 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,33 por cento, a 4.714 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,12 por cento, a 22.021 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,14 por cento, a 10.078 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,57 por cento, a 5.255 pontos.