Bovespa cai mais de 2% com ajuste e forte queda da Petrobras

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015 18:15 BRST
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou em queda de mais de 2 por cento nesta sexta-feira, em sessão marcada por ajustes após os fortes ganhos da véspera e com as ações preferenciais da Petrobras despencando quase 6 por cento na esteira do recuo dos preços do petróleo.

O quadro político doméstico ainda conturbado seguiu adicionando volatilidade, enquanto números sobre a geração de postos de trabalho nos Estados Unidos endossaram o viés defensivo, uma vez que fortaleceram as expectativas de alta dos juros norte-americanos neste mês.

O Ibovespa caiu 2,23 por cento, a 45.360 pontos. Na quinta-feira, o índice de referência subiu mais de 3 por cento. O volume financeiro somou 5,97 bilhões de reais.

Na semana, o Ibovespa acumulou declínio de 1,11 por cento.

Para o Credit Suisse, o mercado local deve adotar dinâmica própria por "um bom tempo", após o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acatar pedido de abertura de processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff na quarta-feira.

O noticiário político não trouxe alívio nesta sexta-feira, com o ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha, filiado ao PMDB e estreitamente ligado ao vice-presidente Michel Temer, pedindo demissão.

Já Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou duas das três ações contra o acolhimento do pedido de abertura de processo de impeachment.

Nos Estados Unidos, o Departamento de Trabalho divulgou a criação de 211 mil vagas de emprego fora do setor agrícola em novembro, endossando expectativas de alta dos juros pelo Federal Reserve neste mês pela primeira vez em quase uma década.   Continuação...