Etanol hidratado cai pela 3ª semana em SP com vendas de usinas, diz Cepea

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015 17:38 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A cotação do etanol hidratado recuou pela terceira semana consecutiva nas usinas do Estado de São Paulo, com empresas realizando vendas pela necessidade de recursos, afirmou o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) em análise nesta segunda-feira.

"A necessidade de 'fazer caixa' e, em alguns casos, também de liberar espaço nos tanques para o etanol a ser produzido ainda nesta safra fizeram com que usinas elevassem o volume ofertado", afirmou o Cepea, da Universidade de São Paulo.

Entre 30 de novembro e 4 de dezembro, o Indicador Cepea/Esalq (Estado de São Paulo) do hidratado registrou queda de 1,3 por cento ante a semana anterior, a 1,6973 real/litro (sem impostos, a retirar em usina).

No caso do anidro, o indicador caiu 1,4 por cento, para 1,9494 real/litro.

O Cepea destacou que questões climáticas limitaram as perdas.

"Ao mesmo tempo, as chuvas ocorridas em algumas regiões produtoras reduziram as atividade de colheita e de moagem, limitando recuos maiores de preços.

O Cepea havia alertado que o biocombustível estava perdendo competitividade frente à gasolina após um período de altas.

Nos postos, o hidratado mantém vantagem sobre a gasolina apenas em Mato Grosso, onde o preço do etanol equivaleu a 68,2 por cento do valor da gasolina, no intervalo de 29 de novembro a 5 de dezembro, segundo dados da ANP citados pelo órgão de pesquisa.

"Do lado da demanda, o interesse de distribuidoras por novas compras segue baixo", acrescentou.