Wall St cai após preços do petróleo atingirem mínima em quase 7 anos

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015 20:06 BRST
 

Por Sinead Carew

(Reuters) - O mercado acionário dos Estados Unidos fechou em queda nesta segunda-feira, pressionado pelo maior recuo percentual diário do setor de energia do S&P 500 desde o fim de agosto, após os preços do petróleo caírem para a mínima em quase sete anos.

O índice Dow Jones caiu 0,66 por cento, a 17.730 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,7 por cento, a 2.077 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,79 por cento, a 5.101 pontos.

Os preços do petróleo nos EUA caíram quase 6 por cento, enquanto o Brent caiu mais de 5 por cento, após a reunião da Opep na sexta-feira terminar sem solução para o crescente excesso de oferta global.

O setor de energia do S&P 500 fechou em baixa de 3,7 por cento, após cair 5 por cento durante a sessão. As ações das petroleiras Exxon e Chevron responderam pelas principais quedas no S&P 500, com recuo de quase 3 por cento.

A queda dos três principais índices perdeu força no fim da sessão.

"As vendas rápidas e frenéticas vistas durante a manhã finalmente perderam força e parece que tudo foi muito esticado para o lado negativo", disse o diretor de investimentos do Wedbush Equity Management LLC, Stephen Massocca.

A queda dos preços do petróleo também atingiu o setor de matéria-prima, que recuou 1,8 por cento, maior queda em três semanas.

A queda nos preços do petróleo favoreceu as ações das empresas aéreas. A JetBlue Airways e a Delta Airlines tiveram as maiores altas, de cerca de 4 por cento. O S&P 1500 airlines index atingiu o maior patamar desde janeiro.