Parlamentares europeus atingem acordo para lei de cibersegurança

terça-feira, 8 de dezembro de 2015 10:55 BRST
 

BRUXELAS (Reuters) - Parlamentares da União Europeia e países membros chegaram a um acordo sobre a primeira lei de cibersegurança que vai exigir que companhias de Internet como o Google e Amazon divulguem casos graves de invasão de seus sistemas sob pena de sanções.

O acordo foi alcançado em resposta a crescentes preocupações sobre ataques contra sistemas de informação resultantes de falhas de segurança.

O chefe de assuntos digitais da Comissão Europeia, Andrus Ansip, afirmou que a nova lei vai ancorar a confiança dos consumidores em serviços de Internet, especialmente os que são feitos entre fronteiras.

A nova legislação, conhecida como Diretiva de Segurança de Informação e Rede, cria obrigações de segurança e de registro para companhias em setores críticos como transporte, energia, saúde e finanças.

Sob a diretiva, empresas de Internet como Google, Amazon, eBay e Cisco, mas não redes sociais como Facebook, terão que reportar incidentes sérios a autoridades nacionais, que, por sua vez, poderão impor sanções sobre empresas que não fizerem isso.