Linha de crédito de R$6 bi para BTG Pactual garante folga até meados de 2016, diz FGC

terça-feira, 8 de dezembro de 2015 14:00 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A linha de crédito de 6 bilhões de reais concedida pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) para o BTG Pactual garante alguma folga à instituição financeira para honrar seus vencimentos até o meio de 2016, disse nesta terça-feira um diretor do fundo.

"Concordamos, o FGC e o BTG Pactual, que não havia necessidade de mais", disse a jornalistas o diretor jurídico do FGC, Caetano de Vasconcelos Neto, durante evento do fundo.

O órgão privado liberou nesta terça-feira os primeiros 2 bilhões de reais acertados na semana passada ao BTG Pactual, que vem sofrendo diariamente forte volumes de resgates de clientes, desde a prisão do então presidente-executivo e acionista controlador André Esteves.

De acordo com Vasconcelos Neto, não há pré-condições nem prazo para liberação do restante dos recursos pelo FGC, que tem um patrimônio total superior a 47 bilhões de reais.

O executivo disse estar aliviado com o teor da denúncia feita na véspera pela Procuradoria Geral da República (PGR), sobre suposta tentativa de Esteves de atrapalhar as investigações da operação Lava Jato.

"A denúncia se concentrou numa pessoa; seria mais grave se houvesse mais gente envolvida, porque aí isso poderia contaminar mais o banco", disse Vasconcelos Neto. "Isso é tranquilizador."

O executivo disse ainda que não há nenhuma movimentação do FGC em favor do Banco Pan, controlado pelo BTG Pactual, porque as operações do banco médio, que também tem a Caixa Econômica Federal como sócia, estão ocorrendo normalmente.

(Por Aluísio Alves)