Rendimentos menores limitam capacidade de agricultores dos EUA de segurarem estoques

terça-feira, 8 de dezembro de 2015 19:26 BRST
 

Por Nigel Hunt

LONDRES (Reuters) - Rendimentos em queda vão tornar mais desafiador para os agricultores dos Estados Unidos manter os estoques enquanto aguardam que os preços se recuperem dos atuais níveis baixos, disse o economista-chefe do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês), Robert Johansson.

"Agora os produtores (dos EUA) estão retendo mais estoques enquanto aguardam por preços melhores, mas temos visto que os rendimentos dos produtores estão caindo, então a capacidade de segurar a produção sem vendê-la está um pouco limitada", disse ele à Reuters, nos bastidores de uma conferência sobre alimentos na Chatham House, de Londres.

Os rendimentos dos produtores dos EUA devem recuar neste ano para uma mínima em 13 anos, por causa dos preços mais baixos de produtos agrícolas e pecuários, disse USDA no mês passado.

Os preços globais dos alimentos têm sido puxados para baixo pelo dólar forte e ampla oferta. O índice mensal de preços publicado pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO, na sigla em inglês) no início do mês foi 18 por cento mais baixo que no ano anterior.

A força do dólar tem adicionado preocupações para os produtores e exportadores dos EUA.

Em contraste, as moedas locais de exportadores rivais, como o Brasil e a União Europeia, estão mais fracas.

"No Brasil, os produtores de milho e soja estão vendo preços (em termos de moeda local) que são similares aos preços históricos que tivemos três vezes nos últimos quatro anos", disse ele.

"Eles têm incentivo para continuar aumentando a produção. Nosso produtores estão enfrentando um cenário para exportação mais difícil."

(Por Nigel Hunt)