Redução de impostos na China pode piorar sobreoferta de aço e químicos

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015 07:26 BRST
 

XANGAI/PEQUIM (Reuters) - A China anunciou nesta quarta-feira que cortará alguns impostos de importação e exportação no ano que vem para impulsionar seu comércio, levantando preocupações de que produtos chineses mais baratos possam exacerbar o excesso de oferta global de matérias-primas como aço e químicos.

As tensões comerciais já estão crescendo com Europa e Estados Unidos, que acusaram a China de dumping no mercado de aço mundial, e especialistas da indústria disseram que as isenções fiscais em outros tipos de aço, ferro e outros produtos pode agravar o excesso de oferta.

As intensas pressões enfrentadas por fábricas chinesas estavam evidentes em dados divulgados no início do dia que levantaram preocupações de que a segunda maior economia do mundo pode estar caindo em deflação como o Japão.

As empresas reduziram preços pelo 45º mês seguido em novembro, enfrentando dificuldades para vender seus produtos, com o índice dos preços ao produtor em queda de 5,9 por cento na comparação anual, maior ritmo desde o início da crise financeira global.

(Por Josephine Mason e Sue-Lin Wong em Pequim e Pete Sweeney, Ruby Lian e Samuel Shen em Xangai)