Ibovespa fecha em queda de 0,81%, pressionado por Wall St e incertezas locais

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015 17:40 BRST
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou em queda nesta sexta-feira, contaminado pelas perdas nos pregões em Wall Street e nos preços de commodities, enquanto incertezas políticas e fiscais internas continuaram adicionando volatilidade.

O Ibovespa caiu 0,81 por cento, a 45.262 pontos. Na máxima, o índice chegou a subir 0,77 por cento.

O volume financeiro do pregão somou 5,64 bilhões de reais.

No acumulado da semana, o índice de referência do mercado acionário brasileiro teve declínio de 0,2 por cento.

Em Wall Street, o S&P 500 recuava 1,5 por cento, pressionado pelo declínio do petróleo para novas mínimas históricas, com o barril nos Estados Unidos no patamar de 35 dólares pela primeira vez desde 2009. O Brent era negociado em níveis de 2008.

A sessão nos mercados financeiros também era marcada por cautela antes da decisão de política monetária do Federal Reserve na próxima quarta-feira, em meio a expectativas de possível alta de juros norte-americanos.

Na cena local, novos ruídos envolvendo a permanência do ministro da Fazenda no cargo corroboraram o viés defensivo, com reportagens na mídia trazendo que Joaquim Levy teria afirmado que deixará o governo, caso a meta de superávit primário para 2016 seja zerada pelo Congresso Nacional.

No começo desta tarde, questionada sobre o assunto, a presidente Dilma Rousseff disse que seu governo ainda está discutindo qual será a meta fiscal do ano que vem e afirmou que pode haver posições diferentes sobre o tema.   Continuação...