Fundador de conglomerado chinês Fosun International é investigado

domingo, 13 de dezembro de 2015 15:40 BRST
 

Por Kathy Chen e Nicholas Heath

PEQUIM (Reuters) - Guo Guangchang, um dos empresários mais conhecidos da China, ajuda a polícia em uma investigação que diz respeito, principalmente, a assuntos pessoais, disse neste domingo o presidente do conglomerado de investimentos da Fosun International.

A Fosun havia confirmado na sexta-feira que Guo teria começado a ajudar as autoridades em um inquérito, um dia depois de a mídia local afirmar que o grupo tinha perdido contato com seu fundador bilionário.

"Acreditamos que o presidente Guo é um homem sábio e irá cooperar e cumprir suas obrigações para ajudar nas investigações o mais rápido possível", declarou o presidente Wang Qunbin em uma conferência por telefone.

Ao ser questionado se o inquérito estaria relacionado com a empresa ou Guo pessoalmente, Wang disse ser "principalmente sobre seus assuntos pessoais". Ele também afirmou que não poderia fornecer mais detalhes devido à natureza sensível da investigação.

O executivo-chefe Liang Xinjun afirmou que Guo estaria ajudando a polícia em Xangai em uma investigação, sem dar mais detalhes sobre a natureza da investigação.

A Reuters tentou o contato com o Ministério da Segurança Pública em Pequim em busca de informações sobre a situação, porém sem sucesso.

(Por Matthew Miller e Alex Richardson)