Ações asiáticas recuam com queda do petróleo e do iuan

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015 08:07 BRST
 

Por Shinichi Saoshiro

TÓQUIO (Reuters) - As ações asiáticas caíram nesta segunda-feira e o iuan atingiu nova mínima de quatro anos e meio com os preços do petróleo em queda somando-se ao nervosismo dos investidores com ativos de maior risco antes da esperada elevação da taxa de juros nos Estados Unidos esta semana.

Às 8h01 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão operava em queda de 1,04 por cento, tendo atingido a mínima de dois meses e meio.

O banco central da China continuou a levar o câmbio chinês mais para baixo nesta segunda-feira, definindo o ponto médio oficial do iuan/dólar no seu menor nível desde julho de 2011. A introdução por Pequim de um índice da taxa do iuan contra uma cesta de moedas - visto como um movimento que os operadores dizem que vai desindexar o iuan do dólar com o tempo - também pesava sobre o iuan.

A decisão da China de afrouxar o controle sobre o iuan e permitir uma lenta, porém estável, depreciação nas últimas semanas tem ampliado as preocupações de que a economia pode estar mais frágil do que o esperado.

O índice Nikkei do Japão caiu 1,8 por cento com a queda dos preços das commodities afetando as ações de companhias de energia e tradings.

O Fed anuncia na quarta-feira sua decisão de política monetária, em meio a temores de que a alta dos juros possa provocar um salto da volatilidade nos mercados.

"É justo dizer que as ações vão ser testadas de verdade nos próximos quatro dias, e o Fed vai ser um catalisador de volatilidade até a quinta-feira", escreveu o estrategista de mercado do IG Evan Lucas.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 1,80 por cento, a 18.883 pontos.   Continuação...