China planeja emitir mais títulos do governo no próximo ano, dizem fontes

terça-feira, 15 de dezembro de 2015 07:34 BRST
 

XANGAI (Reuters) - A China planeja emitir significativamente mais títulos do governo no próximo ano, com os principais vencimentos entre um a 10 anos, disseram à Reuters três fontes com conhecimento direto do assunto na terça-feira.

Títulos de um, três, cinco, sete e 10 anos podem ser emitidos até uma vez por mês, o que significa que o número total dessas emissões pode aumentar em 10 ou mais em 2016.

Com isso o número total dos principais vencimentos pode aumentar para 60 ou mais em 2016, ante 49 em 2015. O Ministério das Finanças também pode elevar a oferta e títulos do governo de 30 anos, disseram fontes.

"Para alcançar crescimento acima de 6,5 por cento no próximo ano, a economia chinesa ainda precisa de suporte de política", disse o chefe de pesquisa econômica da China do Standard Chartered Bank, Ding Shuang.

"A liderança está cada vez mais preocupada com a alta alavancagem e isso significa que eles estão mais dispostos a usar política fiscal para sustentar a economia. Achamos que o déficit orçamentário geral no próximo ano pode alcançar 3,3 por cento do PIB. Parte disso será sustentado por nova emissão de títulos do governo."

O Ministério das Finanças da China, quando procurado pela Reuters, não comentou imediatamente o assunto.