Governo planeja vender estoques de milho e café para custear seguro rural

terça-feira, 15 de dezembro de 2015 20:00 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Ministério da Agricultura pretende vender estoques estatais de milho e café para ajudar a cobrir os gastos planejados com seguro agrícola em 2016, disse nesta terça-feira a ministra Kátia Abreu.

Segundo a assessoria de imprensa do ministério, ainda não há previsão dos volumes a serem vendidos.

Dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) mostram que o governo mantém estoques de cerca de 1,5 milhão de toneladas de milho e cerca de 1,6 milhão de sacas de 60 kg de café.

O Ministério da Agricultura pretende alcançar 1 bilhão de reais para subsidiar seguro rural para 20 milhões de hectares no próximo ano.

Contudo, há apenas 750 milhões de reais garantidos --400 milhões estarão no orçamento de 2016 assinalados para o seguro, enquanto 350 milhões serão realocados da rubrica de Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM), que teve recursos não utilizados em 2015.

"Para alcançar 1 bilhão de reais, o Ministério da Agricultura estuda formas viáveis de alocar crédito sem prejudicar as políticas de ajuste fiscal. Por isso, deverá pedir um crédito suplementar ao Tesouro Nacional, mediante a venda de grãos armazenados", disse o ministério em nota.

As vendas de estoques ocorrerão "nos momentos adequados", afirmou a ministra Kátia Abreu, segundo nota.

Os preços de referência do milho no mercado brasileiro atingiram esta semana o maior patamar em três anos, em meio à forte demanda para exportação e à elevada cotação do dólar frente o real, segundo o Cepea.

Já o café arábica acumula alta de 5 por cento em 12 meses, mas quase duas vezes mais valorizado que no fim de 2013, segundo o Indicador Cepea.   Continuação...