Governo reduz meta de superávit primário em 2016 para 0,5% e prevê abatimentos, dizem fontes

terça-feira, 15 de dezembro de 2015 20:21 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O governo federal decidiu reduzir a meta de superávit primário em 2016 para 0,5 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), ante proposta anterior de 0,7 por cento, disseram à Reuters duas fontes com conhecimento do assunto nesta terça-feira.

A nova meta faz parte de proposta encaminhada ao Congresso Nacional, e vai de encontro à posição do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, que vem defendendo a meta de 0,7 por cento.

A proposta também prevê a possibilidade abatimentos com frustração de receitas e com gastos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), segundo as fontes, o que poderia zerar o superávit primário.

(Por Lisandra Paraguassu)