Estoques de açúcar da Índia cairão com aumento das exportações

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015 10:34 BRST
 

NOVA DÉLHI (Reuters) - A Índia deve começar o ano comercial 2016/17 com 6,7 milhões de toneladas em estoques, queda de 26,4 por cento ante o volume registrado no início do ano atual, com o aumento das exportações reduzindo o volume estocado no segundo produtor mundial do adoçante.

As exportações indianas mais fortes podem colocar pressão sobre os preços globais, mas fortaleceriam o mercado local, ajudando as usinas a pagar aos agricultores os preços de suporte estabelecidos pelo Estado para a cana-de-açúcar.

A Índia começou o ano 2015/16 em 1º de outubro com 9,1 milhões de toneladas de estoques de açúcar.

"Nós certamente podemos exportar 1 milhão a 1,2 milhão de toneladas de açúcar branco... Nós também podemos exportar até 2 milhões de toneladas de açúcar bruto", afirmou A Vellayan, presidente da associação das usinas da Índia.

O país concorre com o Brasil, Tailândia e Paquistão no mercado mundial.

As usinas ainda deverão dobrar a oferta de etanol para até 1,3 bilhão de litros em 2015/16, disse Vellayan.

Para dar um impulso ao consumo de etanol, o governo está considerando permitir que as montadoras fabriquem veículos que podem ser movidos com o biocombustível, disse o ministro dos Transportes, Nitin Gadkari.

(Por Mayank Bhardwaj)