Ação da Pharol, acionista da Oi, dispara 14% na bolsa de Lisboa

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015 13:12 BRST
 

(Reuters) - As ações da Pharol, maior acionista da operadora brasileira Oi, dispavam 14 por cento, se beneficiando de melhores perspectivas de um crucial movimento de fusão ou aquisição no Brasil, após a Oi afirmar que há interessados em participar do processo além do fundo russo Letter One.

"Esse movimento especulativo acaba por trazer esse tipo de valorização bastante grande. Além disso, a ação (da Pharol) tem estado pressionada nas últimas semanas", disse o gestor do BiG-Banco de Investimento Global, Steven Santos, em Lisboa.

A Oi disse na terça-feira que, além do fundo russo Letter One, há mais interessados no processo de consolidação na indústria de telefonia no Brasil.

No fim de outubro, a Oi e o fundo russo Letter One acertaram negociações para um aporte de 4 bilhões de dólares na empresa brasileira, caso ela consiga viabilizar uma fusão com a TIM Participações.

Na bolsa paulista, as ações preferenciais da Oi disparavam 7,64 por cento às 13:12.

(Por Daniel Alvarenga)