Parlamento Europeu fará investigação sobre escândalo de emissões da Volkswagen

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015 15:17 BRST
 

BRUXELAS (Reuters) - O Parlamento Europeu pretende estabelecer um comitê para investigar o escândalo de emissões da Volkswagen e determinar se a fiscalização regulatória da indústria automobilística foi frouxa demais.

Membros do Parlamento Europeu votarão sobre o tema na quinta-feira, mas legisladores afirmaram que isso é uma formalidade, depois de líderes de vários grupos políticos decidirem nesta quarta-feira estabelecer o comitê.

O inquérito pode durar até um ano e investigará alegações de desrespeito à legislação da União Europeia e da alegada "má administração" na aplicação da lei, segundo proposta aprovada pelos líderes do grupo.

Cerca de 45 membros do Parlamento Europeu integrarão o comitê.

"Para mim, a questão do diesel tem principalmente duas dimensões. Primeiro, é sobre companhias privadas organizando a maior fraude industrial da história", disse Claude Turmes, membro do Parlamento Europeu.

"Segundo, é sobre a não intervenção de autoridades públicas dos países membros e da UE apesar de terem informação relevante."

A regulação do setor na UE tem estado sob escrutínio desde que a Volkswagen admitiu em setembro ter fraudado testes de emissões nos Estados Unidos para emissões de óxido de nitrogênio.

(Por Alissa de Carbonnel e Barbara Lewis)