CMO aprova meta de superávit primário de 0,5% do PIB em 2016, sem abatimentos

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015 15:33 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - A Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou em votação nesta quarta-feira a alteração, via adendo, da meta de superávit primário do setor público consolidado a 0,5 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) no ano que vem, ou 30,554 bilhões de reais, sem possibilidade de abatimentos como queria o governo, no âmbito do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016.

Antes, o alvo consolidado era de 0,7 por cento do PIB. A redução permitirá que não haja cortes no programa Bolsa Família e a mudança da meta aprovada pela CMO precisa passar pelo crivo do plenário do Congresso Nacional.

(Por Marcela Ayres)