Fed eleva juros e cita recuperação dos EUA em andamento

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015 17:26 BRST
 

Por Howard Schneider e Jason Lange

WASHINGTON (Reuters) - O Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, elevou os juros pela primeira vez em quase uma década nesta quarta-feira, sinalizando fé em que a economia norte-americana largamente superou as feridas da crise financeira de 2007 a 2009.

O Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) elevou a faixa para sua taxa de juros em 0,25 ponto percentual, para entre 0,25 e 0,50 por cento ao ano, dando fim a um longo debate sobre se a economia dos EUA está forte o suficiente para aguentar custos de financiamento maiores.

"O Comitê julga que tem havido uma melhora considerável nas condições do mercado de trabalho este ano e está razoavelmente confiante de que a inflação subirá no médio prazo para sua meta de 2 por cento (ao ano)", disse o Fed no comunicado de sua decisão, que foi unânime.

O Fed deixou claro que a alta de juros foi uma tentativa de começar um ciclo de aperto "gradual" e que, ao decidir o próximo passo, colocará em destaque o monitoramento da inflação, que permanece muito abaixo da meta.

"Considerando a inflação atual abaixo da meta de 2 por cento, o Comitê vai monitorar com cuidado o progresso real e esperado a caminho da meta de inflação. O Comitê espera que as condições econômicas evoluam de forma a assegurar apenas aumentos graduais de juros", disse o Fed.