Fed eleva juros pela primeira vez em quase uma década e cita recuperação econômica dos EUA

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015 21:23 BRST
 

Por Howard Schneider e Jason Lange

WASHINGTON (Reuters) - O Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, elevou os juros pela primeira vez em quase uma década nesta quarta-feira, sinalizando confiança de que a economia norte-americana superou amplamente as feridas da crise financeira de 2007 a 2009.

O Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) elevou a faixa para sua taxa de juros em 0,25 ponto percentual, para entre 0,25 e 0,50 por cento ao ano, encerrando um longo debate sobre se a economia dos EUA está forte o suficiente para aguentar custos de financiamento maiores.

"Com a economia tendo um bom desempenho e com a expectativa de que continuará assim, o comitê avalia que uma alta modesta na taxa de juros é apropriada", disse a chair do Fed, Janet Yellen, em uma coletiva de imprensa após o anúncio da decisão. "A recuperação econômica claramente avançou bastante."

O comunicado do Fed destacou a "melhora considerável" do mercado de trabalho dos EUA, onde a taxa de desemprego caiu a 5 por cento e disse que os membros do Fed estão "razoavelmente confiantes" de que a inflação vai subir no médio prazo para a meta de 2 por cento.

O Fed deixou claro que a alta de juros foi um hesitante início de um ciclo de aperto "gradual" e que, ao decidir o próximo passo, colocará em destaque o monitoramento da inflação, que permanece muito abaixo da meta.

"O processo deve avançar gradualmente", disse Yellen, indicando que novas altas virão lentamente.

Ela acrescentou que os membros do Fed esperam um aumento lento dos juros, mas em um ritmo que mantenha o Fed à frente da curva, conforme continue a recuperação econômica.

"Para manter a economia caminhando no ritmo de crescimento em que está... nós gostaríamos de evitar uma situação onde tenhamos deixado muita acomodação (monetária) por um longo período de forma que teríamos de apertar de forma abrupta."   Continuação...