Fiat Chrysler vê mercado brasileiro em queda em 2016, prepara novos modelos

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015 16:02 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O grupo Fiat Chrysler está vendo 2016 como mais um ano de retração do mercado brasileiro, seu segundo mais importante depois dos Estados Unidos, esperando um início de reação das vendas da indústria apenas a partir do segundo semestre.

O ano de 2016 é o último de um plano de investimento de 15 bilhões de reais aplicado no país pelo grupo ítalo-americano desde 2013.

Os recursos envolveram a construção de uma fábrica para produção dos primeiros modelos da marca de utilitários esportivos Jeep, cujo único modelo fabricado no Brasil, o Renegade, tem obtido vendas crescentes apesar da queda de 25 por cento do mercado interno de janeiro a novembro.

"Sabemos que 2016 não vai ser um ano de crescimento do mercado (...) Esperamos que esta crise política se revolva o mais rápido possível para que o país possa voltar a crescer", afirmou a jornalistas o diretor de comunicação e sustentabilidade da FCA para a América Latina, Marco Antonio Lage.

O executivo não citou detalhes sobre as expectativas da companhia para o próximo ano. Em 2015, a FCA segue na liderança de vendas do segmento de automóveis e comerciais leves no Brasil pelo 14o ano seguido.

A liderança tem se sustentado apesar de avanços da rival General Motors no segmento de carros compactos, cujo modelo Onix está praticamente empatado com o Fiat Palio em vendas acumuladas até novembro, somando cerca de 111 mil unidades.

Mas a participação de mercado da Fiat tem recuado. No acumulado do ano até novembro está em 17,8 por cento do segmento de carros e comerciais leves ante 21,2 por cento no fim de novembro do ano passado.

Lage reconheceu que a Fiat teve poucos lançamentos de veículos novos no Brasil este ano, mas a montadora prepara para o início de 2016 a entrada no segmento de picapes médias, que passou mais recentemente a contar com a francesa Renault entre rivais como GM e Ford. A Fiat deve lançar a picape Toro em fevereiro.

Além da Toro, a FCA lançará em 2016 um novo modelo Fiat e um segundo modelo da marca Jeep a ser produzido no Brasil. O Renegade acumula vendas de 32,2 mil unidades desde o lançamento em março até fim de novembro, acima das vendas do utilitário compacto EcoSport, da Ford, lançado em 2012, e do Duster, da Renault, lançado em 2011 e reestilizado em março deste ano.

(Por Alberto Alerigi Jr.)