REPERCUSSÃO-Barbosa é o novo ministro da Fazenda, Levy deixa o governo

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 19:43 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Palácio do Planalto confirmou nesta sexta-feira a indicação de Nelson Barbosa para assumir o Ministério da Fazenda, no lugar do ministro Joaquim Levy, que deixa o governo. O ministro-chefe da Controladoria-Geral da União, Valdir Simão, será o novo ministro do Planejamento.

"A presidenta agradece a dedicação do ministro Joaquim Levy, que teve papel fundamental no enfrentamento da crise econômica", disse a presidente Dilma Rousseff em nota.

Veja abaixo comentários de especialistas e políticos sobre a mudança no comando da equipe econômica:

ANDRÉ PERFEITO, ECONOMISTA-CHEFE, GRADUAL INVESTMENTS

"A saída (de Levy) era esperada. O Levy foi trazido para tentar salvar o grau de investimento do Brasil. Mas ele não conseguiu, não por sua culpa, mas devido a tudo, especialmente um ambiente político desafiador."

"Ela (Dilma Rousseff) está improvisando ao escolher o Barbosa. Nenhum economista iria aceitar ingressar em um governo que não tem clareza se irá sobreviver. Ela tinha que achar uma solução interna. Uma vez que a situação política for definida, ela pode pensar em outra pessoa. Eu não vejo Barbosa como um escolha definitiva."

"O mercado vai avaliar negativamente, porque Barbosa é visto como mais leniente, menos radical... Mas o ajuste fiscal forte que os mercados querem, de 2 por cento do PIB, é simplesmente inviável na situação política que estamos hoje."   Continuação...

 
Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, durante evento em Brasília, em novembro. 04/11/2015 REUTERS/Ueslei Marcelino