Wagner diz que ida de Barbosa para Fazenda não significa fim do ajuste fiscal

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015 19:06 BRST
 

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, afirmou nesta sexta-feira que a mudança no Ministério da Fazenda não vai significar o fim do ajuste fiscal e que ele será "vigia rigoroso" da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Wagner, que se pronunciou por meio de sua assessoria de imprensa, afirmou ainda que o governo vai insistir na aprovação da CPMF em 2016.

Nelson Barbosa está assumindo a Fazenda no lugar de Joaquim Levy.

 
O ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, concede entrevista coletiva no Palácio do Planalto, em Brasília. 03/12/2015 REUTERS/Ueslei Marcelino