Portugal vende Banif ao Santander, vai injetar mais de 2,2 bi de euros

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015 10:09 BRST
 

LISBOA (Reuters) - O governo de Portugal anunciou no domingo a venda do banco Banif para a unidade local do Santander por 150 milhões de euros, em um acordo complexo que envolve custos pesados para o Estado e aos bancos do país.

O Banco de Portugal afirmou que o acordo acertado com o Santander Totta e autoridades portuguesas e europeias permitiu salvaguardar a estabilidade financeira, dos depósitos e da dívida do Banif, uma vez que a operação envolve injeção de 2,255 bilhões de euros "para cobrir futuras contingências".

O Fundo de Resolução de bancos de Portugal, para o qual todas as instituições financeiras que trabalham em Portugal precisam contribuir, vai fornecer 489 milhões de euros e o restante 1,766 bilhão de euros vai vir diretamente dos cofres públicos.

O premiê Antonio Costa, cujo governo assumiu mais cedo neste mês, afirmou em um discurso transmitido pela televisão na noite de domingo que os custos da solução para o Banif são muito altos para os contribuintes, mas que foi a única solução legalmente possível para proteger os correntistas e a estabilidade financeira.

O Banif tinha valor de mercado de 91 milhões de euros e depósitos de 6 bilhões no final de setembro.

(Por Andrei Khalip)