Moody's vê "tempestade perfeita" no Brasil, mas considera corte de apenas um degrau

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015 15:02 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A agência de classificação de risco Moody's provavelmente seguirá a Standard & Poor's e a Fitch e cortar a dívida do país para grau especulativo, disse em entrevista à Reuters o analista-chefe para títulos soberanos da agência, Alastair Wilson.

"É brusco o a velocidade com que as projeções de crescimento para o Brasil pioraram... e também os problemas políticos que não foram resolvidos. Há quase uma tempestade perfeita", disse Wilson.

"Neste caso, estamos avaliando um rebaixamento de um degrau, e não de vários. A questão é, se rebaixarmos, qual será a nova perrspectiva, porque ela precisaria refletir se acredtiamos que a posição é estável ou se pode piorar", acrescentou.

(Reportagem de Marc Jones)