Líder do governo na Câmara defende discussão da CPMF em 2016

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015 16:43 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - O líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), defendeu nesta segunda-feira que o Legislativo continue o debate sobre a retomada em 2016 da CPMF, contribuição que ficou conhecida como imposto do cheque.

Para o líder, é necessário o debate de medidas que possam ajudar na retomada da economia, caso de uma tributação nos moldes da CPMF.

“Queremos fazer um debate mais substantivo e menos preconceituoso sobre a CPMF”, disse Guimarães a jornalistas.

O deputado explicou que a ideia é repartir essa arrecadação com Estados e municípios e defendeu que haja uma faixa de isenção para contribuintes de baixa renda.

Guimarães aposta que no próximo ano o governo possa superar a crise política que enfrenta e disse ter a expectativa de que o novo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, que toma posse nesta segunda-feira, possa continuar o ajuste fiscal, manter o equilíbrio das contas e retomar o crescimento.

“Eu defendo virar a página”, disse o líder. “Ajuste pelo ajuste, não mais. Ajuste para retomar o crescimento, acho que essa é a missão do Nelson Barbosa.”

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)