China diz que cortar excesso de aço é prioridade nos próximos 5 anos

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015 15:22 BRST
 

(Reuters) - Cortar o excesso de capacidade de aço da China será uma grande prioridade para o governo nos próximos cinco anos e Pequim está buscando estabelecer um fundo vinculado a esta meta, disse a agência de notícias estatal chinesa Xinhua nesta quarta-feira, citando uma associação da indústria.

Não há detalhes sobre o fundo planejado, disse a reportagem da Xinhua, que citou a Associação de Ferro e Aço da China (Cisa). Mas um operador disse que pode ser para benefício de bancos expostos ao setor de aço.

"Pode ser usado como uma compensação para bancos. Muitas empresas de aço estão falindo, o que leva a aumento de inadimplência aos bancos", disse um operador sediado em Xangai.

A demanda por aço da China continua a encolher este ano após cair em 2014 pela primeira vez em mais de três décadas, pressionando muitos produtores e forçando-os a limitar a produção ou fechar as portas.

A Cisa disse que "a indústria de aço será líder entre um número de setores que terá que cortar a produção em meio a demanda fraca nos próximos anos", de acordo com a Xinhua.