Preço spot da energia cai mais de 60% para próxima semana com redução do consumo

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015 17:27 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Preço de Liquidação das Diferenças (PLD), utilizado no mercado de curto prazo de eletricidade, teve queda de 64 por cento para a próxima semana e ficou em 52,33 reais por megawatt-hora para a carga média no Sudeste/Centro-Oeste, ante 145,44 reais na semana anterior, segundo a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

A acentuada redução deve-se principalmente à forte queda no consumo causada pela recessão econômica e pelo aumento das tarifas em 2015, de acordo com comercializadores de energia ouvidos pela Reuters.

"O principal fator é a redução de carga, realmente. Os dois principais submercados em consumo, Sudeste e Sul, tiveram uma redução grande. Isso força o preço a cair, mesmo", afirmou à Reuters o diretor de comercialização da Iguaçu Energia, Laudenir Pegorini.

Para o sócio-diretor da Compass Energia, Paulo Mayon, o início de 2016 com um preço de curto prazo muito menor é reflexo de uma "desaceleração brutal da economia", que indica um excedente de oferta no mercado.

Ele também citou uma ajuda das boas projeções de chuvas e da melhora no nível de armazenamento das hidrelétricas do Brasil neste início de verão.

"Os reservatórios estão melhores que no passado, e as previsões (de chuva) também estão mais otimistas que em dezembro passado. É uma estrutura climática mais favorável... tudo isso ajuda, mas o grande aspecto é o consumo", disse.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) projetou nesta quarta-feira que a carga de energia deverá cair 3,9 por cento em janeiro na comparação com 2015. O recuo deverá ser de 6,1 por cento no Sudeste e 6,4 por cento no Sul.

Já as chuvas deverão ficar em 84 por cento da média histórica em janeiro, com precipitações dentro da média histórica na próxima semana.

(Por Luciano Costa)