Braskem assina contrato de 5 anos para fornecimento de nafta pela Petrobras

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015 21:19 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Braskem assinou nesta quarta-feira contrato de cinco anos para fornecimento de 7 milhões de toneladas anuais de nafta pela Petrobras, encerrando meses de negociações que estavam obrigando as empresas a recorrer a sucessivos contratos provisórios envolvendo o insumo.

Segundo a Braskem, o preço acertado no contrato é de 102,1 por cento da referência internacional ARA, dada pela média de preços do insumo nos portos europeus de Roterdã, Amsterdã e Antuérpia. Na véspera, o preço da nafta na referência ARA foi de 373 dólares a tonelada.

A petroquímica não divulgou o valor total do contrato, mas considerando o preço de referência da véspera, o volume anual e a duração do acordo, a conta alcançaria cifra de cerca de 13 bilhões de reais.

O volume a ser fornecido pela Petrobras corresponde a 70 por cento das necessidades de nafta da Braskem no Brasil. A companhia afirmou que decidiu assinar o acordo para "reduzir as graves incertezas que rondam o setor, evitando a paralisação das centrais petroquímicas e considerando o momento difícil da indústria e da economia brasileira".

O interesse da Braskem era por um contrato mais flexível, que estabelecesse o preço da nafta como variando de 90 a 110 por cento da referência. Até agora as empresas tinham assinado cinco contratos provisórios com alguns meses de duração, o último venceu na semana passada.

"Essa fórmula, assim como a fórmula existente no contrato anterior, permitiria no atual momento preços entre 100 e 105 por cento da referência", afirmou a maior petroquímica das Américas.

O contrato anterior de prazo mais longo da Braskem com a Petrobras tinha prazo de 10 anos.

No México, a Braskem mantém um contrato de 20 anos para fornecimento de nafta pela petrolífera mexicana Pemex, tendo como referência o preço do etano.

O contrato de cinco anos com a Petrobras prevê que a partir do terceiro ano as empresas poderão voltar às negociações para rediscutir valores, dependendo, por exemplo, do nível dos preços do petróleo.   Continuação...