Ações chinesas têm pior dia em um mês com aproximação de reforma de IPOs

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015 07:19 BRST
 

XANGAI (Reuters) - As ações chinesas caíram mais de 2,5 por cento nesta segunda-feira, suas maiores perdas em um mês, com os dados fracos do lucro industrial e com a reforma iminente de como as companhias serão listadas pesando sobre os mercados.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 2,88 por cento, para 3.727 pontos. O índice de Xangai caiu 2,57 por cento, para 3.534 pontos. Essa foi sua maior queda percentual em um dia desde 27 de novembro.

Os investidores estão preocupados com o impacto das iminentes mudanças nas ofertas públicas iniciais de ações (IPO, na sigla em inglês), que podem fazer a China passar de um sistema baseado em aprovações para um sistema no estilo norte-americano de registro, potencialmente impulsionando a oferta de ações.

Os investidores também tiveram pouco consolo com os dados divulgados no domingo que mostraram queda pelo sexto mês consecutivo no lucro das companhias industriais em novembro.

(Reportagem por Samuel Shen e Nathaniel Taplin)