Demanda por voos no Brasil cai 7,5% em novembro, diz Anac

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015 14:48 BRST
 

(Reuters) - A demanda por voos domésticos no Brasil teve queda em novembro na comparação com o mesmo mês do ano passado, enquanto a procura por voos internacionais entre as aéreas brasileiras teve novo mês de crescimento, de acordo com dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) divulgados nesta segunda-feira.

A demanda por voos domésticos no Brasil caiu 7,5 por cento em novembro em relação ao mesmo período de 2014. Trata-se do quarto mês consecutivo de redução da demanda após um período de 22 meses de crescimento, disse a agência.

A oferta de assentos pelas companhias aéreas no mês passado caiu 3,64 por cento no mesmo período, terceira redução após o encerramento da sequência de 12 altas sucessivas do indicador.

No acumulado do ano, no entanto, a demanda continua em alta, com avanço de 1,7 por cento. A oferta também está no azul, com aumento de 1,5 por cento.

De acordo com a Anac, apenas a Avianca teve crescimento da demanda doméstica em novembro (alta de 16 por cento), enquanto Azul, Gol e TAM, do grupo Latam, tiveram baixa de 4,5, 10,8 e 11,9 por cento, respectivamente.

Em termos de participação, a TAM fechou o mês com 36,7 por cento, queda de 1,8 ponto percentual na comparação com novembro de 2014. Em segundo lugar ficou a Gol, com 34,9 por cento, baixa de 1,2 ponto.

Em terceiro ficou a Azul, com 16,9 por cento, frente a 16,4 por cento em novembro do ano passado, e em quarto a Avianca, com 10,4 por cento, aumento de 2,1 pontos percentuais ano contra ano.

A Anac informou que o número de passageiros pagos transportados no mercado doméstico foi de 7,6 milhões em novembro, recuo de 7,4 por cento em bases anuais. No acumulado até novembro, a quantidade de passageiros transportados ficou praticamente estável, com avanço de 0,8 por cento.

  Continuação...

 
Aeronaves vistas em pátio do aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro.   15/12/2014   REUTERS/Pilar Olivares