Preços do aço e do minério de ferro sobem na China

terça-feira, 29 de dezembro de 2015 11:13 BRST
 

CINGAPURA (Reuters) - Os contratos futuros do vergalhão de aço subiram quase 3 por cento nesta terça-feira na bolsa de Xangai, com expectativas de que os cortes de produção pelas usinas chinesas possam contribuir com uma redução maior nos estoques, que estão em níveis baixos.

A alta ocorre apesar de uma demanda global ainda fraca, que levou siderúrgicas na China a cortarem a produção recentemente. A proximidade do feriado do Ano Novo Lunar em fevereiro também reduz a produção.

Os estoques de vergalhão, utilizado na construção civil, estavam em 3,636 milhões de toneladas em 28 grandes cidades da China em 25 de dezembro, de acordo com a consultoria do setor SteelHome, no menor nível desde que os dados ficaram disponíveis em 2011.

"Parece haver uma escassez no lado da oferta, que pode ser um fator elevando os preços", disse o analista Kevin Bai, da consultoria CRU em Pequim, acrescentando os ganhos serão de curta duração.

O contrato de vergalhão mais negociado em Xangai fechou em alta de 2,7 por cento, a 1.780 iuanes (274,51 dólares) a tonelada.

    Ainda assim, Bai advertiu que não há nenhuma mudança fundamental no lado da demanda.

    A fraqueza na demanda por aço da China, juntamente com o excedente na produção global de minério de ferro, derrubaram os preços da matéria-prima em cerca de 44 por cento este ano.

Nesta terça-feira, entretanto, o contrato mais ativo de minério de ferro na bolsa de Dalian subiu 2,9 por cento, para 316 iuanes (48,73 dólares) por tonelada. 

O minério de ferro para entrega imediata no porto de Tianjin foi cotado nesta terça-feira a 41,40 dólares a tonelada, alta diária de quase 1 dólar, de acordo com dados do The Steel Index.

(Por A. Ananthalakshmi)