Crescimento global será decepcionante em 2016, diz Lagarde, do FMI

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015 09:04 BRST
 

BERLIM (Reuters) - O crescimento econômico global será "decepcionante" no próximo ano, disse a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, em artigo para o jornal alemão Handelsblatt publicado nesta quarta-feira.

Lagarde disse que a perspectiva de aumento da taxa de juros nos Estados Unidos e de desaceleração econômico na China estão contribuindo para a incerteza e risco mais alto de vulnerabilidade econômico ao redor do mundo.

Além disso, o crescimento do comércio global tem desacelerado consideravelmente e a queda nos preços das matérias-primas está criando problemas para economias baseadas nelas, enquanto o setor financeiro em muitos países ainda tem fraquezas e os riscos financeiros estão aumentando nos mercados emergentes, acrescentou.

"Tudo isso significa que o crescimento global será decepcionante e desigual em 2016", disse Lagarde, acrescentando que a baixa produtividade, envelhecimento populacional e os efeitos da crise financeira global estão colocando freios no crescimento.

Ela disse que o começo da normalização da política monetária norte-americana e a guinada da China para o crescimento levado pelo consumo são mudanças "necessárias e saudáveis", mas que precisam ser empreendidas da maneira mais eficiente e suave possível.

(Reportagem por Michelle Martin)

 
Diretora-gerente do FMI, Christine Lagarde, durante encontro em Lima.   10/10/2015  REUTERS/Mariana Bazo