Bovespa encerra 2015 com perda acumulada de mais de 13%

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015 19:17 BRST
 

Por Priscila Jordão e Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa brasileira encerrou o último pregão de 2015 em queda, acompanhando os mercados no exterior, e sofreu sua terceira desvalorização anual seguida, diante do descontentamento de investidores com o cenário macroeconômico e político no Brasil.

O Ibovespa caiu 0,7 por cento nesta quarta-feira, a 43.349 pontos. O giro financeiro do dia foi de 4,9 bilhões de reais, bem abaixo da média do ano, de 6,80 bilhões de reais.

O desempenho negativo do pregão seguiu a baixa das bolsas europeias e norte-americanas, que foram afetadas por nova queda dos preços do petróleo, com o barril perto das mínimas em 11 anos, e ocorreu em meio à manutenção do pessimismo com a situação das contas públicas brasileiras.

Em dezembro, o Ibovespa acumulou baixa de 3,9 por cento.

    No ano, o índice de referência do mercado acionário doméstico amargurou desvalorização de 13,3 por cento, depois de cair 2,9 por cento em 2014 e recuar 15,5 por cento em 2013.

Além da decepção de investidores com o cenário macroeconômico e político no país, tem pesado sobre a bolsa a fraqueza de preços de commodities.

    A perda do selo de bom pagador do Brasil por duas grandes agências globais de classificação de risco, Standard & Poor's e Fitch, teve efeito limitado porque a exposição ao Brasil já estava bastante baixa --"underweight" no jargão do mercado.

   As operações da Polícia Federal adicionaram volatilidade, com destaque para a Lava Jato, derrubando ações de empresas que tinham o seu nome ou de algum controlador citado nessas investigações.   Continuação...