Preferência por bens locais em compras do governo é prorrogada

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015 09:27 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - O governo federal prorrogou regras de preferência para produtos locais em compras governamentais até o fim do ano que vem, de acordo com decreto publicado no Diário Oficial da União nesta quinta-feira.

As margens de preferência para diversos produtos como maquinaria, softwares e remédios sobre bens importados tinham vencimento anteriormente previsto para o fim de 2015. O decreto não especifica se há exceções à prorrogação.

As regras que favorecem a produção local foram implementadas principalmente durante o primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff, entre 2011 e 2014, para fortalecer a indústria local, mas falharam em evitar uma severa crise entre fabricantes. Críticos culpam o protecionismo por alimentar a inflação e corroer a produtividade do Brasil.

(Por Silvio Cascione)