Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA sobem com força durante semana de feriados

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015 12:09 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - O número de norte-americanos que realizaram novos pedidos de auxílio-desemprego subiu acentuadamente na semana passada, um potencial sinal de que o mercado de trabalho está perdendo força, embora parte do avanço possa ser atribuído a fatores temporários ligados aos feriados de fim de ano.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego subiram em 20 mil para o número sazonalmente ajustado de 287 mil na semana encerrada em 26 de dezembro, disse o Departamento do Trabalho dos Estados Unidos nesta quinta-feira.

Economistas consultados pela Reuters previam que os pedidos subiriam para 270 mil na semana passada.

O mercado de trabalho dos Estados Unidos se aqueceu em 2015, o suficiente para que o Federal Reserve elevasse as taxas de juros em 16 de dezembro pela primeira vez em uma década.

Muitos economistas esperam um ritmo mais lento de melhora em 2016, mesmo com uma maior queda da taxa de desemprego de seu nível atual de 5 por cento. Após cair com força ao longo de anos, os pedidos de auxílio-desemprego parecem ter se estabilizado desde meados de 2015.

Os dados da semana passada podem ter sido distorcidos pelo período de feriados, embora o Departamento do Trabalho tenha afirmado que não houve fatores especiais influenciando os números. A média móvel de quatro semanas, que analistas acompanham de perto por minimizar a volatilidade, subiu em 4,5 mil para 277 mil.

(Por Jason Lange)