Banco central mexicano tomou decisão unânime ao seguir passo do Fed e elevar juros

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015 14:11 BRST
 

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O conselho do banco central do México tomou uma decisão unânime ao elevar o custo de empréstimo este mês, em uma tentativa de conter o enfraquecimento do peso mexicano após o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, aumentar a taxa de juros do país.

Os cinco membros participando da decisão votaram favoráveis ao aumento da taxa básica de juros do México em 0,25 ponto percentual, para 3,25 por cento, segundo a ata da reunião de dezembro, divulgada nesta quinta-feira.

Todos os membros do conselho avaliaram que a ação do Fed de elevar o custo de empréstimo um dia antes do anúncio do BC mexicano tinha implicações importantes para a política monetária do México.

A maioria dos membros do banco central avaliou que se eles não agissem, poderia ocorrer uma depreciação "desordenada" do peso que poderia afetar as expectativas de inflação.

O peso mexicano caiu para mínimas históricas este ano, influenciado por expectativas de que taxas de juros mais altas nos EUA vão afetar a demanda por ativos de maior risco, como moedas e títulos de mercados emergentes.

A maioria dos membros do banco central mexicano acredita que a perspectiva econômica melhorou e a maioria também argumentou que o equilíbrio de riscos para a inflação havia melhorado no curto prazo.

(Por Michael O'Boyle e Dave Graham)