PMI Caixin de serviços da China atinge mínima de 17 meses em dezembro

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016 07:05 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - A atividade do setor de serviços da China cresceu no ritmo mais lento em 17 meses em dezembro, mostrou nesta quarta-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês), em mais uma indicação de que a segunda maior economia do mundo pode estar perdendo força.

O PMI do Caixin/Markit caiu para 50,2 em dezembro ante 51,2 em novembro. A leitura foi a mais baixa desde julho de 2014 e a segunda menor desde o início da série histórica no final de 2005. Leitura acima de 50 indica crescimento.

"À luz do revés no crescimento do setor de serviços, o governo precisa gradualmente relaxar as restrições no setor", disse o economista-chefe do Caixin Insight Group He Fan.

O subíndice de novos negócios caiu para 50,6 em dezembro ante 51,1 em novembro, uma vez que as empresas relataram demanda relativamente fraca, embora elas tenham contratado trabalhadores a uma taxa ligeiramente maior.

(Reportagem de Xiaoyi Shao e Sue-Lin Wong)