Setor privado dos EUA abre mais vagas que o esperado em dezembro

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016 12:26 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - Os empregadores privados dos Estados Unidos abriram em dezembro o maior número de vagas para um mês no ano passado, bem acima das expectativas dos economistas e uma indicação de que o ritmo das contratações continua sólido apesar de sinais de desaceleração do crescimento econômico, mostrou um relatório da processadora de folhas de pagamento ADP nesta quarta-feira.

As companhias norte-americanas abriram 257 mil vagas de emprego em dezembro, o maior ganho desde dezembro de 2014. Economistas consultados pela Reuters esperavam que o Relatório Nacional de Emprego da ADP mostrasse abertura de 192 mil postos de trabalho, com as estimativas indo de 150 mil a 230 mil.

Os números de novas vagas do setor privado no mês anterior foram revisadas para 211 mil, do número originalmente divulgado de 217 mil.

O relatório é desenvolvido em conjunto com a Moody's Analytics.

"O forte crescimento do emprego não mostra sinais de abatimento", disse o economista-chefe do Moody's Analytics, Mark Zandi, em um comunicado. "O único setor perdendo vagas é o de energia. Se o ritmo do crescimento do emprego for sustentado, o que parece provável, a economia vai voltar ao pleno emprego por volta do meio do ano. Essa é uma conquista significativa, dado que a última vez que a economia esteve em pleno emprego foi há quase uma década."

Os serviços lideraram o aumento das contratações, com 234 mil vagas de trabalho criadas, acima das 213 mil de novembro. As empresas de produção de bens contrataram 23 mil trabalhadores após perderem 2 mil empregos no mês anterior.

(Reportagem por Dan Burns)