Fluxo cambial no Brasil fecha 2015 positivo em US$9,414 bi, diz BC

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016 13:29 BRST
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil registrou entrada líquida de 9,414 bilhões de dólares em 2015, o primeiro superávit em três anos, com fortes entradas pela conta comercial mais do que compensando o terceiro déficit financeiro consecutivo.

Segundo dados do Banco Central, o Brasil registrou entrada líquida de 25,486 bilhões de dólares pela conta comercial, melhor desempenho desde 2011.

O bom resultado vem em um ano marcado pela forte alta do dólar em relação ao real, que torna produtos brasileiros mais baratos para compradores estrangeiros. A moeda norte-americana subiu 48,5 por cento em 2015, a maior apreciação em 13 anos.

Ainda assim, a conta financeira --por onde passam os investimentos estrangeiros diretos, em portfólio e outros-- terminou o ano negativa em 16,071 bilhões de dólares. O déficit vem mesmo com os juros básicos em 14,25 por cento, maior nível desde 2006.

Nos últimos três anos, o país perdeu 52,891 bilhões de dólares nessa rubrica. Só em dezembro, a conta financeira ficou negativa em 9,270 bilhões de dólares, mais de metade do déficit do ano.

Os mercados financeiros brasileiros sofreram forte instabilidade no ano passado, assustando investidores e incentivando a atuação do Banco Central e do Tesouro Nacional.

Atualmente, o BC administra um estoque de pouco mais de 100 bilhões de dólares em swaps cambiais, contratos equivalentes a venda futura de dólares, com o objetivo de fornecer proteção cambial aos agentes financeiros.