Oferta reduzida e demanda chinesa impulsionam alta nos prêmios do açúcar branco

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016 16:59 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A oferta de açúcar cada vez mais reduzida no início de 2016, assim como a crescente demanda física da China e uma safra muito ruim de beterraba nos Estados Unidos estão alimentando os prêmios do açúcar branco ante o açúcar bruto para máximas de contrato.

O prêmio do primeiro contrato do açúcar branco ante o açúcar bruto foi negociado em um prêmio de 90 dólares por tonelada na quarta-feira, uma confortável margem para muitas refinarias de açúcar ao redor do mundo.

"Isto sugere uma escassez de açúcar branco na primeira metade de 2016", disse o operador sênior da Sucden Financial Sugar Nick Penney.

Ele lembrou que tem havido alta nos preços do açúcar branco e cristal nos mercados domésticos dos maiores produtores globais, Brasil e Índia, significando que é mais lucrativo para os produtores vender internamente que exportar.

O diretor de commodities do Société Générale em Nova York, Michael McDougall, disse que a aquecida demanda física por açúcar branco na China impulsionou os prêmios para o produto.

"Parece que a China não apenas está importando quantidades recordes de açúcar bruto (oficialmente) nesta temporada, mas também está sugando as importações de açúcar branco (não oficialmente) da Tailândia e da Índia através do Vietnã e de Mianmar", disse ele em um e-mail a operadores nesta quarta-feira.

(Por David Brough)